14º Festival Palco Giratório Sesc/POA

Já tradicional em Porto Alegre, o evento movimenta o cenário cultural da Capital gaúcha de 03 a 25 de maio, com teatro, dança, circo, música, cinema, artes visuais e diversas ações formativas, como oficinas, seminário, encontros e bate-papos.

 

O Festival traz a Capital gaúcha 48 grupos, entre coletivos e artistas locais e oriundos de 14 estados brasileiros, parte também integrante do 22º Circuito Nacional Palco Giratório.

 

O lançamento da programação completa ocorre dia 10/04. Confira mais informações em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

INGRESSOS e ACESSOS: Vendas a partir de 11/04/2019, em todas as Unidades Sesc no RS e pelo site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

 

Atendimento no Sesc Centro: Segunda a sexta, das 8h às 19h45. Sábados, das 8h às 13h. Havendo disponibilidade, a venda segue até o horário da sessão nos dias de semana e nos finais de semana, as vendas encerram às 13h e retornam 1h antes na bilheteria do Teatro.

 

Ingressos para demais locais: Havendo disponibilidade, 1h antes na bilheteria do local do espetáculo.

 

VALORES*:

R$ 15,00 – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac, categoria Empresários com Cartão Sesc/Senac, estudantes, classe artística, maiores de 60 anos;

R$ 30,00 – Público geral.

 

*** O espetáculo Elza, nos dias 10 e 11/05, é comercializado com os valores:

R$ 20,00 – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac, categoria Empresários com Cartão Sesc/Senac, estudantes, classe artística, maiores de 60 anos;

R$ 40,00 – Público geral

 

* Na compra online os valores são acrescidos da taxa de conveniência.

** Mediante apresentação do Cartão Sesc/Senac e para as demais categorias as devidas comprovações. Obrigatória a apresentação do mesmo na entrada ao teatro.

*** PROMOÇÃO: Na compra de 10 ingressos no mesmo canal de venda (Unidade Sesc ou online), o cliente ganha uma bolsa exclusiva do Festival.

 

Não aceitamos devolução e/ou troca de ingressos.

 

ATIVIDADES FORMATIVAS OU GRATUITAS:

Para participar, verifique no site do Festival sobre a retirada de senhas ou inscrições.

 

ESPETÁCULOS DE RUA:

Em caso de chuva, os espetáculos de rua podem sofrer alteração. Informe-se no site do Festival.

 

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA:

Confira, antecipadamente, a classificação etária de cada espetáculo.

 

*** Programação sujeita a alterações. Ingressos não numerados.

 

PROJETO FORMAÇÃO DE PLATEIAS:

O Festival possibilita o encontro entre as mais diferentes plateias com espetáculos das diversas regiões do país.

 

 

ENDEREÇOS:

 

Theatro São Pedro

Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico

Sala Álvaro Moreira

Av. Érico Veríssimo, 307 – Cidade Baixa

Teatro de Arena

Av. Borges de Medeiros, 835 - Centro Histórico

Teatro Sesc Centro

Av. Alberto Bins, 665

Teatro Renascença

Av. Érico Veríssimo, 307 – Cidade Baixa

Sala Qorpo Santo e Sala Alziro Azevedo

Av Senador Salgado Filho, 312 – Centro Histórico

Teatro Bruno Kiefer

Rua dos Andradas, 736

Instituto Ling

Rua João Caetano, 440

Goethe-Institut

Rua 24 de Outubro, 112

Casa de Referência Mulheres Mirabal

Rua Souza Reis, 132

Circo Híbrido

Rua José do Patrocínio, 280

 

 

FESTIVAL NAS REDES:

 

www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio

 

www.facebook.com/SescRs

 

www.instagram.com/SescRs

 

www.twitter.com/sesc_rs

 

www.youtube.com/SescRs

 

Sobre a noite do lançamento:

Na noite desta quarta-feira (10/04) foi lançada oficialmente a programação do 14º Festival Palco Giratório Sesc/POA. Entre 3 e 25 de maio, serão promovidos 49 espetáculos diferentes e 84 sessões artísticas, entre teatro, dança, circo, artes visuais e diversas ações formativas, como oficinas, seminário, encontros e bate-papos na Capital. Os ingressos já estão à vendae podem ser adquiridos por valores a partir de R$ 15 em todas as Unidades do Sesc do Estado e pelo site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio. A agenda completa e mais informações podem ser obtidas no mesmo endereço.

O Festival traz a Capital gaúcha 48 grupos, entre coletivos e artistas locais oriundos de 14 estados brasileiros, parte também integrante do 22º Circuito Nacional Palco Giratório. O diretor regional do Sesc/RS, Luiz Tadeu Piva, destaca a presença de 21 produções gaúchas no evento. “Temos claro que o meio cultural no Rio Grande do Sul tem muita produtividade e falta palco, falta operação de circulação. É aí que queremos fazer a diferença. Temos um poder de mobilização muito grande no Estado e podemos contribuir”, ressaltou.

Luciano Alabarse, secretário municipal de Cultura de Porto Alegre, definiu o Festival Palco Giratório Sesc/POA como um milagre humano. “Quando as pessoas acreditam dá certo. A cultura está sempre na mira e vivendo tempos instáveis, por isso precisamos estar com guarda-chuvas e o Sesc é um deles”, afirmou. Beatriz Araújo, secretária de Cultura do Estado, também destacou a importância da atuação do Sistema Fecomércio-RS/Sesc na produção cultural gaúcha: “É encantador se paramos para pensar nessa operação toda do Sesc. Fico agradecida como cidadã e como secretária. Vamos festejar o Sesc e dar o suporte para quem investe em cultura no Brasil”.

A programação do 14º Festival Palco Giratório Sesc/POA conta com atrações premiadas e de destaque nacional, como o caso do musical biográfico “Elza”, dirigido pela carioca Duda Maia, com sessões nos dias 10 e 11 de maio. O trabalho já recebeu 38 indicações, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor Dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de Melhor Direção e Melhor Elenco. Também a montagem “A Invenção do Nordeste”, do grupo Carmin (RN), que busca refletir sobre a identidade nordestina e já conquistou o 31º Prêmio Schell de Teatro, na categoria melhor Dramaturgia e o Prêmio Cesgranrio de Teatro 2019. A apresentação acontece nos dias 3 e 4 de maio.

O Festival já é reconhecido pelo caráter formativo e uma das temáticas de denúncia nesta edição é a negritude. Pela primeira vez em Porto Alegre, a peça “Isto é um negro?” analisa o estereótipo construído sobre a pessoa negra, sua identidade, assim como a relação deste sujeito com a realidade social e artística do país atualmente. O trabalho é do EqueméGosta? (SP) e será apresentado nos dias 23 e 24 de maio. Já “Navalha na carne negra”, com direção de José Fernando Peixoto de Azevedo (SP), convida a um diálogo sobre a marginalização e a violência ainda tão ligadas ao negro no Brasil, nos dias 18 e 19 de maio. Ainda envolvendo a temática, a programação destaca“Traga-me a cabeça de Lima Barreto” (07/05) e “Subterrâneo” (04/05), este que também participa do Circuito Nacional.

A mulher e o imaginário coletivo construído sobre ela, que por sua vez, gera várias formas de violência, também é um dos grandes temas desta edição. Nos dias 7 e 8 de maio, a Cia Espaço em Branco (RS) oferece o espetáculo “A fome”, em que uma mulher sem nome nem espaço busca saciar uma fome voraz que a consome e só consegue ao se conectar com algo primitivo dentro de si. Integrando o Circuito Nacional, o espetáculo “Aquelas – uma dieta para caber no mundo” traz a história de Maria de Bil, assassinada por seu “companheiro”, para refletir sobre a violência impregnada na sociedade. O grupo Manada Teatro (CE) apresenta a peça no dia 12 de maio. Nesta temática existem ainda “Se eu fosse Iracema” (9/05), “Fábrica de Calcinha”(14 e 15/05), “A mulher do fim do mundo” (17/05) e “Teresinhas” (18 e 19/05).

A programação também destaca espetáculos de outros Estados brasileiros, como “Cavalo Marinho”, do grupo Cavalo Marinho Estrela de Ouro (PE), no dia 05 de maio, que traz a raiz da cultura pernambucana com a tradicional dança do cavalo marinho, com muita cor e alegria. Já nos dias 11 e 12 de maio, a Cia da Palavra (SP) traz a montagem “Hotel Mariana”, em que depoimentos de pessoas que perderam tudo na tragédia ambiental podem perturbar e surpreender o público. A diretora Duda Maia (RJ) tem uma segunda participação no Festival, com “Contos partidos de amor”, nos dias 9 e 10 de maio. Finalizando a programação, o espetáculo de dança “Cria”, da diretora Alice Ripoll (RJ), leva à cena teatral o passinho do funk, a dancinha e a dança teatro, investigando o significado das criações.
 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

OPEN Feira de Design - Edição Especial de Natal

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Categorias

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br