Cia Stravaganza e seus 30 anos

Salve galera PoaCult,

 

Dentro das comemorações de 30 anos da Cia. Stravaganza, completos neste mês de junho, o grupo lança o projeto Teatro de Quinta  em sua própria sede, o Estúdio Stravaganza, justamente com o trabalho que estreou em abril deste ano, “Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney”, texto de Rodrigo García e direção de Adriane Mottola. O espetáculo fez a abertura, como convidado, do Projeto Ponto de Teatro do Instituto Ling e também realizou duas apresentações no Festival Palco Giratório SESC 2018. 

 

“Espalhem minhas cinzas na EuroDisney” convida o espectador a passear por um território futurista devastado. O dramaturgo Rodrigo García fala, ao mesmo tempo, do presente e de um futuro que talvez já tenha chegado. As franquias, os comportamentos da sociedade de consumo, as estratégias de venda, as manipulações midiáticas, as fissuras dos sistemas democráticos, a influência de tudo isso nas relações pessoais se exibem diante de um mundo natural, que parece cada vez mais inacessível. Paisagens que remetem à ficção científica, mas que apenas exibem o estado atual das coisas. 

 

O ritmo musical dos textos embala ataques diretos ao Capital, à alienação, ao consumismo e à mediocridade, exibindo seu desprezo pela política e pela carreira convencionais. O texto de “Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney” é uma sequência de 26 monólogos, alguns se resumindo a uma frase. É como se tivéssemos acesso franqueado ao diário de alguém atento a toda e qualquer contradição de uma vida que transcorre preguiçosa e desatenta, satisfeita pelas recompensas da sociedade pós-industrial. 

 

No elenco de “Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney” estão Áquila Mattos, Duda Cardoso, Geórgia Reck, Janaina Pelizzon e Lauro Ramalho. Cenário, iluminação e videografia de Ricardo Vivian, trilha sonora original de Pablo Sotomayor, figurinos de Duda Cardoso, orientação coreográfica de Douglas Jung, produção de Adriane Mottola e Duda Cardoso e realização da Cia. Stravaganza.

 

SOBRE A COMPANHIA E O PROJETO:

 

A Cia. Stravaganza, criada em junho de 1988, por Adriane Motttola, Luiz Henrique Palese e Kacá Corrêa (ambos já falecidos), chega aos 30 anos em plena atividade. Além de criar e produzir 28 espetáculos e inúmeros projetos, conquistar sua sede própria e abrir o espaço do Estúdio Stravaganza para grupos teatrais em residência artística, se firma como um coletivo afinado com as teatralidades contemporâneas. Marcada pela investigação da linguagem da máscara teatral e dos diversos estilos de jogo, como a Commedia Dell’arte, o clown e o melodrama, a companhia centra seu processo criativo sobre o ator-criador, o performer que busca recriar a tradição fundindo-a com propostas contemporâneas de atuação. 

 

Desde 2006, tem trazido à cena textos de dramaturgos contemporâneos reconhecidos pela renovação da linguagem teatral, como o chileno Ramón Griffero (“Teus Desejos em Fragmentos” - 2006) e o francês Jöel Pommerat (“Estremeço” - 2012). Outra vertente da cena da Stravaganza investe na dramaturgia própria como possibilidade na busca de caminhos originais para a linguagem teatral, como “Pequenas Violências Silenciosas e Cotidianas” (2013), que traz o texto vencedor do Prêmio de Dramaturgia Ivo Bender 2011 à cena. Escrito e dirigido por Fernando Kike Barbosa, recebeu o Prêmio Açorianos de Melhor Dramaturgia e o Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo no 21º Porto Alegre em Cena.

 

A Cia. Stravaganza comemora seus 30 anos de trajetória artística com cinco espetáculos em seu repertório: o já citado “Pequenas Violências Silenciosas e Cotidianas” e “A Comédia dos Erros” (2008), de William Shakespeare (para palco italiano ou espaços alternativos), os infantis “Príncipes e Princesas, Sapos e Lagartos” (2013), de Flávio de Souza, “Ópera Monstra” (2010), de Ricardo Severo e “Bebê Bum” (1999), de Adriane Mottola e Luiz Henrique Palese.

 

Em 2014, a Cia. participou do 20° Janeiro de Grandes Espetáculos - Festival Internacional de Artes Cênicas de Pernambuco com três espetáculos de seu repertório, realizando também intercâmbio artístico com o grupo Fiandeiros, da cidade de Recife. Além de ter integrado o 20° Festival Palco Giratório SESC/RS com seis peças de seu repertório (maio/14).

 

O ano de 2018 iniciou, em janeiro, com a estreia de “Pequeno Trabalho Para Velhos Palhaços”. Em abril, a companhia estreou justamente “Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney” e é co-realizadora de “A Mulher Arrastada”, em cartaz desde maio deste ano. No ano de 2017, inaugurou sua segunda sala, ao lado da já existente. 

 

O projeto Teatro de Quinta tem a intenção de fomentar a construção de um espaço onde o público possa ter contato com diferentes expressões artísticas, dividindo as atividades e temporadas com outros grupos da capital e interior do estado.

 

Serviço:
     
O Que: Estreia do projeto Teatro de Quinta, com “Espalhem Minhas Cinzas na EuroDisney”.
Quando: 28/06 a 09/08, somente quintas-feiras, às 20h, com abertura do bar às 19h.
Onde: Estúdio Stravaganza 
End.: Rua Dr. Olinto de Oliveira, 64 – Bairro Santana.

Informações e reservas (51)3058 6165 e (51)99845 8736).
Quando: R$ 40,00 (meia-entrada para estudantes, idosos, classe artística e todos os novos contemplados com a Lei da Meia- Entrada).

 

NO DIA 28, A ENTRADA SERÁ GRATUITA.

 

Classificação: 16 anos.

Divulgação: Lauro Ramalho (3372 8736/99845 8736).

 

*crédito da foto: Divulgação.

 

 


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Porto Verão Alegre 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Categorias

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br