Tremor: sobre como as coisas foram chegar neste ponto

Amigos PoaCult,

 

Primeira montagem brasileira para obra da alemã Maria Milisavljevic tem direção de Patrícia Fagundes. 

 

Após duas sessões com ingressos esgotados no festival Palco Giratório SESC e com sucesso de crítica, Tremor - Sobre como as coisas foram chegar nesse ponto inicia a primeira temporada no dia 15 de junho no Teatro do Goethe-Institut, em Porto Alegre. Com direção de Patrícia Fagundes, o espetáculo é a primeira montagem brasileira para o premiado texto Beben (em português, Tremor), da alemã Maria Milisavljevic. A produção da Cia. Rústica foi uma das vencedoras do Projeto Transit, que promoveu a encenação do mesmo texto por outro diretor (Lucca Simas). 

 

> A MONTAGEM DA CIA. RÚSTICA: 

 

Século XXI, velocidade e fragmentação, música pop e paisagens caóticas de violência e miséria disfarçadas sob luzes de Neon. Esse é o universo de Tremor - Sobre como as coisas foram chegar neste ponto. A versão da Cia. Rústica celebra a teatralidade e baseia-se no jogo entre artistas e espectadores. Uma atriz (Priscilla Colombi) e dois atores (Evandro Soldatelli e Lauro Fagundes) conduzem a jornada, acompanhados de um operador de som em cena (Ander Belotto).  A novidade é que a diretora Patrícia Fagundes também atua no espetáculo - em áudios e sobre o palco. 

 

A fragmentação presente no texto será refletida no palco no ritmo vertiginoso que alterna diferentes situações, estados, vozes e referências contemporâneas: guerras, notícias, pop, games, redes sociais, Hollywood, carnificinas, filosofia, consumo. A cenografia é composta por elementos móveis que são reorganizados em cena pelos atores, como peças de um jogo, compondo diferentes playgrounds. Criações percussivas em cena, microfones,  coreografias e movimentos de danças urbanas, política, palavra e corporeidade complementam a proposta da montagem.

 

Nossos modos de percepção diariamente formatados em telas que, cada vez mais, tornam tênues os limites entre o real, o virtual e o ficcional. 

 

A equipe tem ainda Rodrigo Shalako (cenografia), Marco Rodrigues (coreografias e preparação corporal) e Leonardo Machado (trilha sonora original). Ander Belotto também assina a assistência de direção. O jornalista Renato Mendonça, do site Agora - Crítica Teatral, acompanhou todo o processo de criação e atuou como crítico interno.  


O público vai se deparar com um turbilhão de inquietações. Quem somos? Como vamos narrar nosso tempo? Tremor é um espelho dos dias de hoje. O mundo treme e as represas deixarão de aguentar em algum momento. 

 

Serviço:

 

O Que: Tremor - Sobre como as coisas foram chegar nesse ponto
Quando: De 15/06 a  1º/07 - sextas, sábados e domingos, às 20h. 
Onde: Teatro do Goethe-Institut (Rua 24 de Outubro, 112 - Independência, Porto Alegre)
Quanto: R$ 40,00  (50% de desconto para estudantes, classe artística e classe artística mediante comprovação).

 

Ingressos on-line: http://www.entreatosdivulga.com.br/tremor
  
Classificação etária: 14 anos

 

*crédito da foto: Adriana Marchiori

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cine Esquema Novo 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Categorias

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br