O Rappa em Porto Alegre [review]

Passava das 22h quando a banda pelotense Be Livin subiu ao Palco do Pepsi On Stage para fazer o aquece da noite memorável que estava por vir...

 

Formada por Eduardo Freda (Voz), Pedro Moraes (Bateria), Ed Brum (Baixo), Guilherme Rocha (Teclado), Diego Pereira (Teclado) e Rogers Lemes (Guitarra), os caras mostraram seu "reggae roots" e sacudiram o público.

 

Fundada em 2005, a banda tem como foco principal as canções autorais, com forte apelo sobre a situação atual do mundo e suas composições passam a mensagem de evolução, reeducação e mudança, fazendo com que o público reflita com e sobre as suas letras.

 

Com o primeiro álbum lançado em 2015, "Evolução pela Palavra", vale o destaque para as faixas "A Cura", "Cultivar", "Despertar" e "Falsos Profetas".

 

Sem dúvida, a Be Livin - que acompanhou a turnê do Rappa aqui no sul - veio para ocupar o seu lugar e mostrar que temos espaço sim para o reggae, a exemplo de tantas outras bandas que já escreveram seu nome neste segmento. Vida longa aos guris!!

 

Sobre a apresentação do Rappa, inicialmente anunciado ás 23h55min, a banda só subiu ao palco quase 1h depois... Mas o público que lotou o Pepsi On Stage não se incomodou muito, afinal, era o registro da última - talvez - passagem do Rappa pela capital gaúcha.

 

Ao fundo do palco, surge em um telão o gênio Franciso Brennand, dando seu depoimento sobre arte, sobre cultura... Logo após seu depoimento, as luzes se apagam e surgem então os integrantes de uma das bandas de maior sucesso deste país: Falcão, Xandão, Lauro Farias e Marcelo Lobato. (Marcos Lobato e Felipe Boquinha merecem o registro como músicos de apoio).

 

Era o Rappa, apresentando o elogiado Acústico Oficina Francisco Brennand.

 

Falar do Rappa rende muito, muitas histórias, muitos sucessos...

 

Sou suspeito em falar da banda, já que assisti as 14 vezes em que eles estiveram no Planeta Atlântida, sendo a banda que mais vezes se apresentou no festival. E agora estava ali, diante do término de uma banda que coleciona sucessos, prêmios, uma carreira sólida e uma legião de fãs.

A pensar que tudo começou lá em 1993, quando a banda foi formada ás pressas para acompanhar o grupo Pappa Winnie, em sua turnê pelo Brasil...

 

A banda lançou seu primeiro trabalho em 1994, mas a explosão mesmo aconteceu em 1996, com o disco "Rappa Mundi" e desde então, o Rappa emplacou um sucesso após o outro.

O carisma do Falcão é inegável e pode-se dizer que sim, é a marca registrada da banda que, com suas letras recheadas de discursos sociais e cenas do cotidiano, fez com que seu público se identificasse com cada sucesso.

 

O show na capital foi mais uma prova deste gigantesco sucesso. De novos sucessos, como "Uma Vida Só", "Intervalo Entre Carros", "Sentimento", até os hits mais antigos, como "Reza a Vela, "Rodo Cotidiano" e a homenagem à Luiz Gonzaga, presente na música "Súplica Cearense", a galera cantou do início ao fim.

E Falcão, como de praxe, entre o intervalo de uma canção e outra, conversava diretamente com seu público.

 

Não faltaram elogios ao Rio Grande do Sul, à Porto Alegre e aos gaúchos como um todo.

Mas o grande momento, sem dúvida, veio na música "Pescador de Ilusões", mostrando que toda a trajetória da banda valeu a pena... E como valeu!

 

Falcão fez talvez uma promessa, dizendo que seria possível, antes desta turnê terminar - que acontece em fevereiro - um retorno à Porto Alegre para mais um show, o que levou a galera ao delírio. Será mesmo? Tomara que sim...

 

O que fica desta passagem da banda pela capital é a falta que o O Rappa vai fazer no cenário musical do país, tão carente de bandas que produzem músicas que nos façam pensar e não somente dançar frente ao espelho, porque está na "moda".

Obviamente cada integrante seguirá caminhos diferentes, mas a nostalgia de vê-los reunidos novamente já é forte..

 

Hey Joe, valeu a pena... Boa noite, Xangô!

 

 

Review e fotos: Peterson Brum

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cine Esquema Novo 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Categorias

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br