Sobe pro Play no PVA

Amigos PoaCult,


O que acontece quando artistas e espectadores se unem para fazer um show de comédia improvisado? É essa dinâmica que o grupo Sobe pro Play propõe para o Porto Verão Alegre 2020.


No espetáculo, construído a partir de jogos teatrais de improvisação, os jogadores atores recebem ao vivo ideias da plateia para iniciarem as cenas. Lugares, palavras, personagens e frases sugeridas pelos espectadores se tornam um desafio para os artistas. Os estímulos são então transformados em cenas à medida que o jogo acontece, levando à criação em conjunto de um texto que nunca se repete.


Com direção coletiva, o show tem no elenco Eduardo Mendonça (da série Necrópolis e do espetáculo Bailei na Curva), Erick Clepton (do canal 1quarto e da série Batalha de Bandas), Juliana Brondani (de Bailei na Curva e Hotel Rosa-Flor) e Lucas Sampaio (de Coisas que Porto Alegre Fala e Mecânica do Amor), artistas de diferentes vertentes que se uniram em 2018 para pesquisar essa linguagem cênica com foco na comédia.   


Em cartaz há 14 meses em Porto Alegre e região metropolitana, o grupo já recebeu em suas apresentações artistas de São Paulo e Rio de Janeiro, como Marco Gonçalves, Bella Marcatti e Rafael Pimenta. Neste ano, o elenco remodelou o show para apresentar jogos novos e mais desafiadores no Porto Verão Alegre.


Serviço:


O Que: Sobe pro Play

Quando: 21, 22 e 23 de janeiro, às 20h

Onde: Sala Álvaro Moreyra, no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues

End.: Av. Erico Veríssimo, 307


Ingressos on-line: https://portoveraoalegre.com.br/sobe-pro-play-2020-1


Postos de venda do Porto Verão Alegre:

Bourbon Shopping Wallig. Loja da Claro. 2º piso. Av. Assis Brasil, 2611. Segunda a sábado das 10h às 22h e domingo das 14h às 20h.

DC Shopping. Mezanino Produções. Casarão Verde. Rua Frederico Mentz, 1561. Segunda à sexta das 12h às 19h.

Shopping Praia de Belas. Loja da Claro. 2º piso. Av. Praia de Belas, 1181. Segunda a sábado, das 10h às 22h e domingo das 14h às 20h.


Sobre os jogadores


Eduardo Mendonça

Ator, roteirista e locutor de rádio. Está no elenco de Bailei na Curva e fez diversos trabalhos para teatro, TV e cinema. Sempre participou ativamente da criação de seus trabalhos e foi pioneiro no Estado em alguns gêneros de espetáculo, como comédias de improviso (Tá, E Aí?! e Happy Hour), stand up comedy (Stand Upah) e shows de talentos (Show de Calouros). No cinema fez o longa-metragem Menos que Nada, de Carlos Gerbase, Legalidade, de Zeca Brito e protagonizou o longa Os Bravos Nunca Se Calam, de Márcio Schoenardie.  Na TV ficou conhecido no Estado por protagonizar, ao lado de Rafael Guerra, a série Gre-Nal é Gre-Nal, de 2011 a 2013. É um dos protagonistas da série Fora de Quadro (Casa de Cinema) e está no elenco de Necrópolis (Verte Filmes) em exibição no canal PrimeBox Brasil e na Netflix.


Erick Clepton

Já dividiu o palco com nomes da comédia como Fabiano Cambota, Nando Viana, Fábio Lins e Cris Pereira. Também participou do Rindo Afú, o maior festival de humor gaúcho. Em 2016, passou um período na Irlanda, onde fez apresentações de stand up e estudou comédia. Na internet, é integrante do canal Bah Meu. Assina roteiros e atua em webséries indicadas a prêmios. Foi indicado por 2 anos consecutivos como Melhor Ator de Comédia no Rio WebFest, e com Batalha das Bandas, série que roteirizou, levou o prêmio de Melhor Série de Comédia no Rio WebFest 2017.


Juliana Brondani

É diretora teatral, graduada pela UFRGS no curso de Artes Cênicas (2007) e especialista em Gestão Cultural pela EAD-Senac RS (2011). Como atriz destaca sua participação nos espetáculos: Bailei na Curva, direção de Júlio Conte (2001-2012); Não Pensa Muito Que Dói, direção de Júlio Conte (2002); O Rei da Escória, direção de Júlio Conte (2005), por este espetáculo foi indicada ao Prêmio Açorianos de Teatro 2005, na categoria Melhor Atriz Coadjuvante e Hotel Rosa-Flor, direção de Júlio Conte (2006). Em 2016 dirigiu os espetáculos da Fundação Thiago de Moraes Gonzaga, propondo uma atualização nas montagens e textos dramáticos.


Lucas Sampaio

No Teatro, atuou nos espetáculos Os que têm a hora marcada e O Casamento, direção de Kike Barbosa; Hamlet de Luciano Alabarse; Deus ou Nada, Desvario e Sr Kolpert, de Tainah Dadda; A Princesinha Fedorenta, de Fernando Ochôa; O Menino da Cabeça de Cebola, Histórias de Bruxa Boa e Cama de Casal, de Ronald Radde, O que seria do Vermelho se não fosse o Azul, Solos Trágicos, Bukowski - Histórias da Vida Subterrânea, Um Verdadeiro Cowboy de Roberto Oliveira; entre outros. E também nem curtas-metragens como Das Coisas Esquecidas no Sono de Alice Castiel Ruas e Todos os Verões, de Marco Carvalho. Também para a televisão, atuou em séries como Werner e os Mortos, Alce e Alice e Fora De Quadro. É ator do projeto Coisas Que Porto Alegre Fala.


*crédito da foto: Fernanda Reis

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br