Nas Trilhas da Fundação Iberê Camargo


Salve amigos,

Neste verão, a Fundação Iberê promove uma série de atividades em sua trilha ecológica. Os encontros ocorrem sempre aos sábados e domingos, às 16h.

A trilha, batizada de "Trilhando o Iberê", é assinada pelo ambientalista José Lutzenberger. São aproximadamente 200 metros de vegetação localizada atrás do centro cultural. A proposta é promover encontros que estimulem a preservação ambiental, além de despertar no público o interesse pelas artes e ampliar o conhecimento sobre a obra de Iberê Camargo.

Programação

11 de janeiro | Sábado | 16h Oficina Da cor da árvore Classificação: jovens e adultos Inscrições gratuitas: https://forms.gle/93q2fhJLJcNiXErE7 Sinopse: Elementos como terra, folhas, verduras e temperos, são utilizados para criar diferentes pigmentos. Tendo como paleta as cores da natureza, o público será convidado a desenhar detalhes da paisagem em uma prática de observação e atenção.

19 de janeiro | Domingo | 16h Oficina Da cor da árvore Classificação: 6 a 10 anos Inscrições gratuitas: https://forms.gle/GydPzXGD3r6h4CsR6 Sinopse: Elementos como terra, folhas, verduras e temperos, são utilizados para criar diferentes pigmentos. Tendo como paleta as cores da natureza, o público será convidado a desenhar detalhes da paisagem em uma prática de observação e atenção.

12 e 25 de janeiro | Domingo e Sábado | 17h Visita mediada à exposição Os Quatro - Grupo de Bagé Classificação Livre Inscrições no local

18 de janeiro | Sábado | 16h Oficina de Monotipia na Trilha Classificação: jovens e adultos Inscrições gratuitas: https://forms.gle/Q9f3dHdFiT2DHjjp6 Sinopse: A monotipia é uma técnica de gravura que possibilita a criação de uma imagem no papel a partir de elementos coletados da natureza.

26 de janeiro | Somingo | 16h Oficina de Monotipia na Trilha Classificação: jovens e adultos Inscrições gratuitas: https://forms.gle/9KNmzk1h1Kh5wP5ZA Sinopse: A monotipia é uma técnica de gravura que possibilita a criação de uma imagem no papel a partir de elementos coletados da natureza.

A Fundação Iberê tem o patrocínio de Itaú, CMPC – Celulose Riograndense e Grupo GPS, Renner Herrmann S/A e Lojas Renner e apoio de DLL Group, Rede Plaza São Rafael, Sheraton Hotel, Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Tecnopuc e SULGÁS, com realização e financiamento da Secretaria Especial da Cultura - Ministério da Cidadania / Governo Federal. Programa Iberê nas Escolas: Secretaria da Educação - Prefeitura de Porto Alegre e Viação Ouro e Prata. Serviços de tradução: Traduzca.

Endereço: Fundação Iberê Camargo - Avenida Padre Cacique, 2000

Visitação: De quarta a domingo, das 14h às 19h (último acesso às 18h30min) A Fundação Iberê Camargo também atende a grupos agendados. Para fazer um agendamento, basta ligar para o Programa Educativo – 51 3247 8000

Como chegar: A Fundação Iberê dispõe de estacionamento pago, operado pela Safe Park.

As linhas regulares de lotação que vão até a Zona Sul de Porto Alegre param em frente ao prédio, assim como as linhas de ônibus Serraria 179 e Serraria 179.5. É possível tomá-las a partir do centro da cidade ou em frente ao shopping Praia de Belas. O retorno pode ser feito a partir do Barra Shopping Sul, por onde passam diversas linhas de ônibus com destino a outros pontos da cidade.

Pedestres e Ciclistas: existe uma passagem para que pedestres e ciclistas possam atravessar a via em segurança. A passarela é acessada pelo portão de entrada do estacionamento. A Fundação também dispõe de um bicicletário, localizado nos fundos do prédio.

Site: www.iberecamargo.org.br Fanpage: www.facebook.com/fundacaoiberecamargo Instagram: @ f_iberecamargo Visita virtual Google Artes & Culture: https://goo.gl/wYr75v

Exposições em cartaz

Território Oscilante Artista: José Bechara Local: Átrio e 2º andar Visitação: 12 de outubro a 15 de dezembro Classificação indicativa: Livre ENTRADA FRANCA

A mostra reúne 26 obras de diversos momentos de uma trajetória 30 anos, desde as pinturas oxidadas, passando pelos exercícios fotográficos, pelos seus muitos pequenos desenhos de ateliê e suas potentes instalações com vidro.

Grupo de Bagé – Os Quatro Artistas: Carlos Scliar, Danúbio Gonçalves, Glauco Rodrigues, Glênio Bianchetti Local: 3º e 4º andares Visitação: Até 15 de março Classificação indicativa: Livre ENTRADA FRANCA

Grupo de Bagé - Os Quatro apresenta 180 obras - 47 de Scliar, 54 de Danúbio, 35 de Glauco e 36 de Glênio -, ilustrações dos clubes de Gravura de Bagé e Porto Alegre, livros e exemplares raros das revistas Horizonte, Senhor e Globo. Esta é a maior exposição do Grupo nos últimos 20 anos, que faz um apanhado de diversas fases da vida e obra dos artistas. A Fundação Iberê e as curadoras Carolina Grippa e Caroline Hädrich iniciaram em março deste ano uma ampla pesquisa de documentação, reportagens de jornais e de cartas e reuniram trabalhos oriundos de 24 instituições e acervos particulares de Bagé, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Porto Alegre), Pinacoteca Aldo Locatelli da Prefeitura de Porto Alegre, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Pinacoteca de São Paulo, Museu Dom Diogo (Bagé) e Instituto Carlos Scliar (Cabo Frio, RJ) são alguns dos centros culturais que emprestaram obras, além de peças do espólio de Danúbio, Glênio e Glauco.

Sobre a Fundação Iberê Camargo

A Fundação Iberê é uma instituição privada sem fins lucrativos, criada em 1995, a partir de um desejo do próprio artista e sua esposa, Maria Coussirat Camargo, e com o apoio de amigos e empresários de Porto Alegre.

Há 22 anos, a Fundação desenvolve ações culturais e educativas com a missão de preservar o acervo, promover o estudo, a divulgação da obra de Iberê Camargo e estimular a interação de seu público com arte, cultura e educação, por meio de programas interdisciplinares. Seu acervo é formado por um núcleo documental, composto de documentos e imagens relacionadas à vida e à obra do artista, e um núcleo com a coleção Maria Coussirat Camargo, que inclui pinturas, gravuras, guaches, desenhos e estudos de Iberê Camargo, obras que o casal acumulou durante a vida.

Iberê Camargo

[Restinga Seca, 1914 – Porto Alegre, 1994] - Iberê Camargo é um dos grandes nomes da arte brasileira do século 20. Autor de uma extensa obra, que inclui pinturas, desenhos, guaches e gravuras, Iberê nunca se filiou a correntes ou movimentos, mas exerceu forte liderança no meio artístico e intelectual brasileiro. Dentre as diferentes facetas de sua vasta produção, o artista desenvolveu as conhecidas séries Carretéis, Ciclistas e As idiotas, que marcaram sua trajetória. Grande parte de sua produção, estimada em mais de sete mil obras, compõe hoje o acervo da Fundação Iberê Camargo.

*crédito da foto: Roberta Amaral.

#Trilhas #arte #cultura #FundaçãoIberêCamargo #Janeiro2020

100 visualizações

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br