Encontros APTC RS


Galera PoaCult,

A APTC-RS (Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do RS), Movimenta – Cineclubes e organizações populares (iniciativa da ABD-PE/Apeci, MAPE e Frente Brasil Popular PE), promovem o Encontros APTC-RS: Censura Nunca Mais.

Serão dois dias com a exibição de filmes e debate. A atividade começa na segunda-feira (30/09), às 19h30min, no Cine Bancários, com a apresentação dos curtas "Afronte", "Aqueles Dois", "Mente Aberta" e "Rebento" e do média-metragem "Nosso Sagrado" . Na terça (01/10), às 19h30min, acontece um debate no Clube de Cultura, com a presença dos convidados Giba Assis Brasil, Paulo Ricardo Moraes e Thaís Furtado. A entrada é franca.

O evento vai discutir a censura e a liberdade de expressão na arte brasileira com apresentação de cinco títulos que foram alvos de críticas do atual governo federal. "A ideia dessa mostra é trazer à tona filmes que foram publicamente atacados por este novo governo, como "Afronte", que foi um curta nominalmente citado em uma live do presidente da república ao dizer que cancelaria um edital das TVs públicas", explica a presidente da APTC-RS, Daniela Strack. A primeira edição do Censura Nunca Mais aconteceu em Pernambuco e prevê ações em outros estados do país. "Acreditamos que a escolha de que filme deve ou não ser assistido é do expectador, então o governo não pode interferir na escolha do indivíduo, assim como não pode, como diz a Constituição, privar o artista de se expor livremente", conclui.

Filmes

"Afronte" (DF) Dir. Bruno Victor Santos e Marcus Azevedo | 16 min;

"Aqueles Dois" (CE) Dir. Emerson Maranhão | 15 min;

"Mente Aberta" (RJ) Dir. Getúlio Ribeiro | 8 min;

"Nosso Sagrado" (RJ) Dir. Fernanda Souza, Gabriel Barbosa e Jorge Santana | 60 min;

"Rebento" (BA) Dir. Vinicius Elizário | 17 min.

Serviço:

O Que: Encontros APTC-RS: Censura Nunca Mais Dia 1: 30/09 (segunda-feira), às 19h30min - Exibição dos filmes "Afronte", "Aqueles Dois", "Mente Aberta", "Nosso Sagrado" e "Rebento"; Onde: Cine Bancários

End.: R. General Câmara, 424

Quanto: Entrada Fraca.

Dia 2: 01/10 (terça-feira), às 19h30min - debate com Giba Assis Brasil, Paulo Ricardo Moraes e Thaís Furtado.

Onde: Clube de Cultura

End.: R. Ramiro Barcelos, 1853

Quanto: Entrada Fraca.

Realização: Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul (APTC-RS)

Apoio institucional: Movimenta – Cineclubes e organizações populares (iniciativa da ABD-PE/Apeci, MAPE e Frente Brasil Popular PE), Cine Bancários e Clube de Cultura. Mais informações: https://www.facebook.com/aptcabdrs/ Contato: aptcrs@gmail.com

Sobre os filmes

"Afronte" (DF) Dir. Bruno Victor Santos e Marcus Azevedo | 16 min;

Ficção e documentário se cruzam para mostrar o processo de transformação e empoderamento de Victor Hugo, um jovem negro e gay, morador da periferia do Distrito Federal. Seu relato se mistura aos depoimentos de outros jovens, cujas histórias revelam diferentes formas de resistência, encontradas em discursos de valorização do negro gay.

"Aqueles Dois" (CE) Dir. Emerson Maranhão | 15 min; Dois rapazes. Duas histórias que se cruzam. Duas vidas unidas por uma condição que define suas existências. Duas jornadas em busca de amor e de se reconhecer no espelho.

"Mente Aberta" (RJ) Dir. Getúlio Ribeiro | 8 min;

Após o término de seu relacionamento, um homem confabula sozinho, no banho, sobre as razões por que foi abandonado.

"Nosso Sagrado" (RJ) Dir. Fernanda Souza, Gabriel Barbosa e Jorge Santana | 60 min; O documentário investiga a perseguição e o racismo religioso contra o Candomblé e a Umbanda, que foram criminalizadas na Primeira República e na Era Vargas. Durante esse período mais de 200 objetos foram apreendidos pela polícia. As peças sagrados da Umbanda e Candomblé foram expostas como “Coleção Magia Negra” e ainda hoje encontram-se sob a posse do Museu da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. A partir da fala de religiosos, pesquisadores e militantes, buscamos entender a importância do acervo sagrado afro-brasileiro, a luta pela sua libertação e os efeitos do racismo religioso.

"Rebento" (BA) Dir. Vinicius Elizário | 17 min.

Zói, ao saber da gravidez de sua namorada, desata em si, sentimentos suspensos. pedro, só queria terminar o desenho de sua família.

*crédito da foto: "Afronte" - Divulgação.

#filmes #Outubro19 #CineBancários #ClubedaCultura

20 visualizações

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br