Oficina de Realização Audiovisual - Sonhos Acessíveis - na ACERGS


Salve amigos PoaCult,

Já imaginou poder criar um roteiro, produzir e editar um vídeo, mesmo sem enxergar? Esta é a proposta da “Oficina de Realização Audiovisual - Sonhos Acessíveis”. O workshop faz parte da programação da ​​Mostra “Sonhos Acessíveis - Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D”, que ocorrerá em setembro na capital gaúcha, idealizada pelas produtoras culturais Luciana Druzina e Saskia Sá da Super8Prod, e contemplada pelo Edital Pró-Cultura/RS FAC Regional, financiado pelo Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul e com apoio da ACERGS – Associação de Cegos do Rio Grande do Sul, ACELB - Associação de Cegos Louis Braille, Lar do Idoso Cego, ADEVIC - Associação dos Deficientes Visuais de Canoas, Apae, Cine Santander Cultural e Sesc Canoas. ​​“A oficina tem como objetivo geral mostrar à pessoas que é possível enxergar com os olhos da percepção, adaptando os recursos disponíveis para que as pessoas cegas e de baixa visão possam ter acesso à realização audiovisual”, afirma Saskia Sá. O objetivo específico do workshop é apresentar de maneira didática desde a fase do roteiro cinematográfico, o processo criativo, produção de vídeos até a edição final de um curta-metragem. Com entrada franca, as oficinas terão até 20 alunos, entre jovens e adultos, cegos ou com baixa visão.

Os alunos terão 4 aulas com conhecimentos teóricos sobre criação de roteiro, breve história do cinema, funções da produção cinematográfica, exercícios práticos de fotografia e produção, captação e seleção de imagens para edição em grupos. Cada grupo irá criar um curta-metragem experimental. As câmeras usadas nas oficinas serão as mesmas convencionais existentes no mercado, as quais já trazem funções sonoras que irão orientar a sua utilização, sem a necessidade de nenhuma adaptação. A equipe irá trabalhar com uma metodologia já testada em outras oficinas inclusivas, em que a turma entra em contato com os conhecimentos teóricos e em seguida os alunos são divididos em grupos para criar roteiros para a produção de um curta-metragem experimental (documentário). “O diferencial da oficina é democratizar o acesso das pessoas cegas e com baixa visão à realização cinematográfica, através de registros sensoriais como a audição e o tato e trazer para a produção audiovisual outras formas de percepção do mundo”, conclui Lu Druzina.

A Mostra “Sonhos Acessíveis - Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D” é um evento cultural que acontecerá nas cidades de Canoas e Porto Alegre que englobará exibições de filmes, debates e oficinas nos meses de agosto e setembro de 2017. Com entrada franca, os filmes exibidos contam com o recurso da audiodescrição e Impressão 3D fazendo com que o público tenha a experiência exata imaginativa de como são os personagens principais das obras audiovisuais exibidas, através do recurso da visualidade tátil (textura, massa) por meio de um dispositivo de Impressão 3D, isto é um protótipo do personagem do filme.

Serviço:

O Que: Oficina de Realização Audiovisual - Sonhos Acessíveis - produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão. Carga Horária: 20 horas (4 dias com 5 horas por dia realizada) Quando: de 15 a 18/08, a partir das 13h. Pré-requisito: Jovens e Adultos cegos ou com baixa visão. Capacidade: 12 a 20 pessoas (Porto Alegre) Onde: ACERGS - Associação de Cegos do Rio Grande do Sul End.: Rua Vigário José Inácio, nº 433, 6º andar, Centro Histórico. Quanto: Com entrada franca, as oficinas terão até 20 alunos, entre jovens e adultos, cegos ou com baixa visão.


27 visualizações

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br