A Casa do Medo


Histórias de terror fascinam muita gente, especialmente quando envolvem uma casa mal assombrada... E que tal passar uma noite em uma dessas casas? Um experiência inédita de horror imersivo vai rolar em Porto Alegre: a Macarenando Dance Concept e a Casa Cultural Tony Petzhold exploram os relatos envolvendo o medo e o sobrenatural de fatos que realmente ocorreram na casa: exorcismos, rostos desfigurados, epidemias e corpos desenterrados... essas e outras bizarrices formam o contexto para A Casa do Medo.

A casa Petzhold será aberta para visitações noturnas. Serão realizadas algumas poucas sessões, dias 02, 03 e 04 de junho (horários abaixo). Cada sessão terá um público restrito de 13 pessoas. Portanto, não venha sozinho. Os participantes farão a travessia pela casa, passando por diversas salas e ambientes escuros, palco das estranhas histórias que rondam o local. Será uma experiência imersiva aterrorizante (similar ao evento Sleep No More, que ocorre na Broadway, em Nova Iorque), com enigmas a serem desvendados e conduzida por uma encenação hiper-realista, com uma narrativa fragmentada pelos vários aposentos do local. Além disso tudo, a CASA DO MEDO é também um jogo que envolve todos os sentidos. Como num game de survival horror, as pessoas passarão pela casa cumprindo objetivos de um jogo que se vai desenrolando durante a passagem, com tarefas a realizar, portas a desbloquear e missões a cumprir.

A Casa do Medo

Dias 02, 03 e 04/jun.

Sessões: 19h - 20h - 21h - 22h - 23h - 0h - 1h - 2h

Ingressos- R$ 30,00/pessoa - 50% de desconto para estudantes, idosos, menores de 18 e classe artística

Onde comprar:

- Online no link: https://acasadomedo.eventize.com.br/

Taxa de 10% de conveniência paga pelo cliente.

- Na CCTP (Cristóvão Colombo, 400): somente terças, quartas e quintas, entre 9h e 12h.

Pagamento somente em dinheiro.

- Cada sessão terá um público de 13 pessoas (máximo) e 4 pessoas (mínimo). Caso não haja o mínimo de 4 visitantes para determinada sessão, será disponibilizado o remanejamento para outro horário ou o reembolso do valor pago.

- Não recomendado para menores de 16 anos.

Mais informações

facebook.com/macarenando facebook.com/casaculturaltonypetzhold macarenando@macarenando.com.br (51) 984261219

SOBRE A CASA A casa situada na Av. Cristóvão Colombo 400, que hoje abriga a Casa Cultural Tony Petzhold, é um dos locais mais emblemáticos da história da dança em Porto Alegre. Nesse endereço, sob diversas gestões, formaram-se diversos artistas cênicos da cidade. A vocação do local remonta o ano de 1956, quando ali se instalou Escola de Bailados Clássicos Tony Seitz Petzhold. Mas as histórias e lendas que rondam o local não estão limitadas à arte, como atesta uma das atuais diretoras do espaço, Thais Petzhold, neta de Tony Petzhold: “A família Petzhold comprou o imóvel em 1916, mas a casa data de época muito anterior, e cuja história completa perdeu-se no tempo, restando apenas rumores. Muitas pessoas já viveram aqui. O escritório já foi uma cozinha; a sala próxima da entrada foi o quarto da minha avó. Até mesmo o porão já serviu como residência de artistas consagrados, como Cecy Frank, um dos grandes nomes da dança moderna gaúcha. São tantas histórias emocionais intensas que se passaram aqui, desde amores a brigas terríveis, que a casa tornou-se um depósito de sentimentos. Muitas pessoas que eu conheço dizem ter visto e sentido coisas que não sabem explicar. Passos com a casa vazia, músicas que tocam no quarto ao lado e param quando a pessoa se aproxima, até mesmo presenças mais concretas... Eu, desde a infância, não tive coragem de dormir uma noite sequer na casa”.

MACARENANDO DANCE CONCEPT

"Somos artistas aparvalhados, articulados, atinados e aveludados, com balões vermelhos no céu azul. Amantes de humor, amor e terror. Bregas. Somos cabeludos e carnudos. E causadores. E colecionadores. Mas também somos cômicos, corajosos, corpulentos, críticos e debochados. Descabelados. Desconhecidos. E do babado. Somos dramáticos e entendidos. Éticos. Exagerados e famintos. Somos finos, elegantes e sinceros. Incansáveis... Incorporados, independentes, indignados, intensos, irônicos, lacradores e literais: macarenísticos. Megalomaníacos. Mas também somos patetas, piranhas, preparadas. Problematizadores, purpurinados, questionadores. Realizadores – recheadores de abobrinhas. Somos roliços e românticos; suados e subversivos. Ah! E também somos um grupo profissional de dança. "


847 visualizações

© Site orgulhosamente criado pela equipe PoaCult para você.

Faça contato conosco, envie e-mail para poacult@poacult.com.br